Seguros.inf.br

INDICADORES

Mercado cresceu 18,8% no primeiro trimestre

Indicadores

12/05/2011

O mercado de seguros manteve em março a tendência de expressivo crescimento. Segundo dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep), as seguradoras faturaram pouco mais de R$ 24,3 bilhões no primeiro trimestre do ano, com crescimento de 18,8% em relação ao mesmo período do ano passado, sem computar o seguro saúde, que está sob a alçada da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

A exemplo do que já ocorrera em janeiro e fevereiro, o excelente desempenho do mercado foi favorecido ainda pela forte queda da taxa média de sinistralidade, de 52% para apenas 45%, entre o primeiro trimestre de 2010 e o mesmo período no atual exercício, muito embora os sinistros retidos pelas seguradoras tenham apresentado alta de 8,9%, para R$ 6,2 bilhões.

Isso significa que, nos três primeiros meses do ano, o mercado devolveu para a sociedade, na forma de indenizações, benefícios e resgates, algo em torno de R$ 69,3 milhões por dia, incluindo finais de semana e feriados.

O ramo de automóveis voltou a ter um resultado bem mais tímido do que a média do mercado. A receita apurada nessa carteira (excluindo o seguro obrigatório, Dpvat) somou R$ 4,9 bilhões no acumulado de janeiro a março deste ano, apenas 7,4% a mais que no mesmo período em 2010.

Entre as carteiras de porte médio, o seguro prestamista voltou a registrar um desempenho bastante positivo, empurrado pelo aquecimento do consumo. O volume de prêmios apurado nessa carteira – que cobre o pagamento de dívidas em caso de morte ou perda de emprego pelo segurado – ultrapassou a marca de R$ 1 bilhão (somou R$ 1,03 bilhão) no trimestre, 32,7% a mais do que nos três primeiros meses de 2010.

Outro resultado expressivo foi apurado com a comercialização do seguro turístico ou de viagem. Neste caso, a receita apurada no acumulado de janeiro a março ficou em R$ 10,9 milhões, com crescimento de 32,1%.

Para os corretores de seguros a notícia não é tão boa, pois houve um crescimento de apenas 7,7% das despesas comerciais das seguradoras, que somaram pouco menos de R$ 2,2 bilhão no primeiro trimestre. Essas despesas englobam, em linhas gerais, as comissões de corretagem pagas pelas seguradoras, além de campanhas promocionais.

Fonte: Susep




« Voltar

Ver todos

Seguros.inf.br © 2011 - 2017 - Sacla Comunicação Ltda - Todos os direitos reservados.